Provérbio Chines:

"Dinheiro Perdido, Nada Perdido.
Saúde Perdida, Muito Perdido.
Caráter Perdido, Tudo Perdido"
Loading...

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O SOFRIMENTO DE JESUS CRISTO


Aos 33 anos Jesus foi condenado a morte...
A "pior" morte da época.
Somente os piores criminosos da época morreram como Jesus Cristo.
E com Jesus foi bem pior, porque nem todos os criminosos naquela punição receberam "cravos" nos membros.
Sim... foram cravos e não pregos.
Cada um media em média 15 a 20 cm, com uma ponta com 6 cm e a outra ponta pontiaguda.
Eles eram enfiados nos pulsos e não nas mãos como é dito.
No pulso, há um tendão que vai até o ombro...
Quando os cravos foram enfiados esse tendão se rompeu , sendo que Jesus era obrigado a forçar todos os músculos de suas costas para não ter os pulsos rasgados.
Sendo assim, não podia forçar tanto tempo porque perdia todo o ar de seus pulmões.
Desta forma, era obrigado a se apoiar no cravo enfiado em seus pés, que, por sua vez, era maior que os das mãos, porque eram pregados os dois pés juntos.
Já que seus pés não aguentariam por muito tempo, senão rasgariam também, Jesus era obrigado a alternar este "ciclo" simplismente para conseguir respirar.
Jesus aguentou esta situação por um pouco mais de três horas.
Sim, mais de três horas...
Muita coisa, não?
Alguns minutos antes morrer Jesus não sangrava mais.
Simplismente saia água dos seus cortes e machucados.
Quando imaginamos machucados, imaginamos simples feridas, mas não, os deles eram verdadeiros buracos, buracos feitos no seu corpo.
Ele não tinha mais sangue pra sangrar .
Portanto saía água.
Um corpo humano é composto de aproximadamente oito litros de sangue(adulto).
Jesus derramou oito litros de sangue, teve três cravos enormes enfiados nos membros, uma coroa de espinhos enfiada na cabeça e teve um soldado romano que enfiou uma lança em seu tórax, sem falar em toda a humilhação que passou, após ter carregado uma cruz de madeira por cerca de dois kms, com pessoas cuspindo no seu rosto, e atirando pedras em seu corpo( a cruz pesava cerca de 30 kl só a parte que pregaram as suas mãos).
E você reclama por coisas mínimas.... Reflita sobre o seu sofrimento.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

MORRE MENINA SEREIA NOS EUA


Morreu a menina Shiloh Pepin 10 anos, em hospital no estado de Maine(EUA). Ela tinha a doença rara Sirenomelia, conhecida como "Síndrome da Sereia" , que implica na mal-formação dos membros inferiores.
Shiloh nasceu com as duas pernas unidas, semelhante a uma cauda de peixe. Ela não possuia órgãos genitais e era dotada de apenas um rim, que funcionava parcialmente.
Apesar disto, ela frequentava a escola e dizia que não fazia questão de passar pela cirurgia para separar as suas pernas.
Quando nasceu, os médicos haviam dado a ela apenas horas ou dias de vida.
Sua família a descreveu como "uma coisinha dura na queda".

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

TRECHOS DO ALCORÃO APARECE NO CORPO DE BEBÊ NA RÚSSIA




Pais de um bebê de nove meses disseram que trechos do Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos, estão aparecendo nas costas, nos braços e nas pernas da criança, na Rússia.A primeira palavra, segundo eles – “Alá” – surgiu no queixo de Ali Yakubov. Depois disso, os pais da criança o levaram ao médico buscando uma explicação. “Nós nunca fomos muito religiosos, mas quando as palavras começaram a aparecer e os médicos não nos davam nenhuma explicação, começamos a achar que era algo divino mesmo”, disse Madina, mãe de Ali, em entrevista ao jornal britânico “Daily Mail”.Segundo ela, os sinais aparecem duas vezes por semana. “Normalmente eles surgem na segunda-feira e na noite de quinta para sexta-feira”.Quando isso acontece, Ali fica nervoso, chora e tem febre. “É impossível segurá-lo quando as palavras estão aparecendo, então o colocamos no berço. Mas é muito ruim ver o quanto sofre”, disse a mãe.A história de Ali se espalhou pela Rússia. A casa onde ele mora com a família, em um vilarejo no Daguestão, se transformou em um local de peregrinação para muçulmanos.Para o deputado regional Akhmedpasha Amiralaev, o menino é especial. “Alá o enviou ao Daguestão para colocarmos fim às revoltas e à tensão em nossa república”.
As frase do livro sagrado para os muçulmanos são vistas nas costas, nos braços, nas pernas e no abdome de Ali. Médicos entrevistados por jornais russos disseram estar bastante intrigados com as marcas cutâneas, que teriam começado quando a palavra "Alá" surgiu gravada no queixo do bebê poucas semanas após o nascimento.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

MENINA DE UM ANO GRÁVIDA NA CHINA




MENINA DE UM ANO GRÁVIDA NA CHINA
Na China uma menina de apenas um ano ficou grávida.
No seu interior, ainda bebê, começou -se a desenvolver o corpo de um feto.
A menina, Kang Mengru, começou a ficar com a barriga inchada até que foram fazer exames. Através de uma tomografia viram que dentro de seu abdómen crescia uma nova criança parasita.
Os médicos identificaram como uma rara condição que se chama "fetus in fetus" e que acontece quando um embrião absorve um outro durante as primeiras semanas de gravidez.
O que costuma acontecer é que a nova criança fica reduzida a alguma parte humana. Neste caso de Kang, o bebê dela é um feto completo, tal e qual um novo bebê.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

O UNIVERSO PODE ESTAR NO FIM?


Há muito tempo físicos preveem que o universo acabará na chamada “morte térmica”, estado em que terá utilizado toda a sua energia e não poderá mais sustentar nenhum movimento. Porém, novos cálculos realizados por uma equipe de físicos australianos mostram que a morte térmica pode chegar mais cedo do que os cientistas acreditavam.

A morte térmica é baseada no conceito da entropia, que afirma que estados desordenados são mais estáveis que aqueles ordenados. Em uma experiência da vida real, por exemplo, pode se dizer que é mais fácil quebrar uma janela de vidro (estado ordenado) do que reorganizá-la ou criar uma nova janela – estado desordenado – ou seja, a janela permanecerá quebrada. Na escala do universo, sistemas complexos como estrelas, planetas e galáxias são como a janela de vidro, e os novos cálculos mostram que buracos negros supermassivos estão quebrando-os mais rapidamente do que imaginávamos.

Já era de conhecimento dos físicos que os buracos negros contribuem com a entropia do universo ao quebrar a matéria e energia em seus turbilhões gravitacionais, mas os cálculos sempre mostraram o nível da desordem com base nos buracos negros menores e mais frequentes.

Entretanto, o novo cálculo leva em consideração o poder destrutivo dos buracos negros supermassivos, que podem consumir galáxias inteiras. Os cientistas australianos descobriram que os cálculos antigos subestimavam quanto do universo esses buracos negros já “engoliram”.

Porém, não é preciso começar a se preocupar com o fim do mundo: em uma escala humana, é como se o cálculo anterior afirmasse que o universo fosse morrer aos 90 anos. O novo cálculo descobriu que ele está mais próximo desta idade do que dos 50 anos. Mas é claro que as estimativas envolvem a morte térmica para daqui a bilhões de anos, então o universo ainda tem um bom tempo para aproveitar a velhice.

sábado, 17 de outubro de 2009

SANTO SUDÁRIO: Falso ou Verdadeiro???




O cientista italiano Luigi Garlaschelli afirma ter reproduzido o Sudário de Turim, pedaço de tecido de linho que muitos cristãos acreditam ser o tecido usado no enterro de Jesus. De acordo com o cientista, sua experiência prova que o tecido não passa de uma peça falsa produzida na época medieval.

A peça de tecido mostra a parte da frente e de trás de um homem com cabelos longos e braços cruzados, e quase todo o tecido é marcado com o que acredita-se ser marcas de sangue de ferimentos nos pulsos, pés e na lateral do corpo.O Sudário mede mais de quatro metros de altura.

O tecido foi datado com testes de carbono-14 em 1988, que mostraram que ele foi produzido entre 1260 a 1390. Entretanto, até o momento, cientistas não conseguiam provar como a imagem tinha sido deixada no linho.

Garlaschelli e sua equipe fizeram uma reprodução em tamanho real do Sudário utilizando materiais e técnicas disponíveis na época medieval. A experiência foi feita colocando o linho sobre o rosto de uma pessoa – que usava uma máscara, e depois esfregando o tecido com um pigmento com traços de ácido.

É real ou falso? O sudário que se afirma mostrar o rosto de Jesus (esqueda) e a réplica mostrando o rosto de um estudante.

Depois disso, o pigmento foi envelhecido artificialmente ao aquecer o tecido e ao lavá-lo, o que deixou a superfície ainda pigmentada, mas com uma imagem imprecisa, similar à do Sudário. Garlaschelli acredita que o pigmento do tecido original ficou mais suave com o passar do tempo.

Depois disso, a reprodução do Sudário recebeu a aplicação de marcas de sangue e de queimaduras, além de marcas de água, para ficar com o efeito final.

Muitos cristãos que acreditam na autenticidade do Sudário contestaram os resultados dos testes feitos em 1988, afirmando que o tecido havia sido contaminado pelas restaurações realizadas nele por muitos séculos. “Se eles não acreditam no teste de carbono feito por alguns dos melhores laboratórios em todo o mundo, não irão acreditar em mim”, afirma Garlaschelli.
O cientista recebeu financiamento de uma associação de ateus e agnósticos, mas afirma que isso não teve efeito sobre os resultados da experiência: “Isto foi feito cientificamente. Se a igreja quiser financiar um trabalho semelhante no futuro, estou à disposição”, diz o pesquisador.

A Igreja Católica não afirma que o Sudário é autêntico, mas diz que ele serve como um lembrete da vida e morte de Cristo. A peça fica guardada em uma catedral em Turim, na Itália, e é raramente exibida. Sua última mostra ao público foi em 2000, e ela deve ser mostrada novamente em 2010. [agencia Reuters]

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

QUEM FOI JESUS?






Ele não nasceu em Belém, teve vários irmãos e sua morte passou quase despercebida no Império Romano. A história e a arqueologia desencavam o Jesus histórico - um homem bem diferente daquele descrito nos evangelhos
Foi um dia de trabalho como outro qualquer. Depois da festa da Páscoa do ano 3790 do calendário hebraico, a maioria dos camponeses seguia sua rotina normalmente, assim como os coletores de impostos, os pescadores, os soldados romanos, os carpinteiros, os sacerdotes e as prostitutas.

Em Jerusalém, contudo, algumas pessoas deviam estar comentando o tumulto do dia anterior, que resultou na morte de um judeu.

Nada que não estivessem acostumados a ouvir. Naquele tempo, a cidade já era palco de conflitos político-religiosos sangrentos e quase sempre algum agitador morria por incitar a rebelião contra os romanos, que governavam a região com o apoio da elite judaica do templo de Jerusalém.

Dessa vez, o fuzuê foi causado por um judeu camponês chamado Yeshua, que foi aprisionado e condenado à morte por ter desafiado o poder romano e o templo de Jerusalém em plena Páscoa. "Se você quisesse chamar a atenção de multidões para as suas idéias, essa era a data ideal", afirma Richard Horsley, professor de Ciências da Religião na Universidade de Massachusetts e autor do livro Bandidos, Profetas e Messias - Movimentos Populares no Tempo de Jesus. "A festa tinha um forte conteúdo político, já que comemorava a libertação dos hebreus do Egito, que agora estavam sob o domínio dos romanos." No meio da multidão (imagine a cidade paulista de Aparecida do Norte em dia de peregrinação), pouca gente deve ter se comovido com a prisão e morte de mais um judeu agitador - a não ser um punhado de parentes e amigos pobres. Mas nem eles poderiam imaginar que a cruz em que Yeshua (Jesus) pagou sua sentença seria, no futuro, o símbolo mais venerado do mundo. - Da suntuosa Basílica de São Pedro, no Vaticano, à pequena igrejinha da Assembléia de Deus, encravada no interior da Floresta Amazônica, a cruz se tornou o símbolo de fé para mais de 2 bilhões de pessoas. Sua morte dividiu, literalmente, a história em antes e depois dele. Mas, afinal, quem foi Jesus?

Pode parecer estranho, mas para os estudiosos há pelo menos dois Jesus.

O primeiro, que dispensa apresentações, é o Cristo (o ungido, em grego), cuja história contada pelos quatro evangelistas deixa claro que ele é o enviado de Deus para salvar os homens com a sua morte. Os judeus costumavam sacrificar animais como cordeiros no templo para se purificarem. Ao morrer na cruz, Cristo torna-se o símbolo do cordeiro enviado por Deus para tirar o pecado do mundo.

O outro Jesus, já citado no início da matéria, é Yeshua, o homem que morreu sem chamar muita atenção dos cidadãos do Império Romano.

Além dos evangelhos - que não podem ser considerados fontes imparciais de sua vida, já que foram escritos por seus seguidores - há apenas uma menção direta a ele citada pelo historiador judeu Flávio Josefo, que escreve sobre sua morte no livro Antiguidades Judaicas, feito provavelmente no fim do século 1.

Para os pesquisadores, essa falta de citações seria um indício da pouca repercussão que Jesus teria tido para os cronistas da época. "Se existisse um grande jornal em Israel no tempo de Jesus, sua morte provavelmente seria noticiada no caderno de polícia, e não na primeira página", diz John Dominic Crossan, professor de Estudos Religiosos da Universidade De Paulo, em Chicago, Estados Unidos. Autor dos livros O Jesus Histórico - A Vida de um Camponês Judeu no Mediterrâneo e Excavating Jesus - Beneath The Stones, Behind The Texts ("Escavando Jesus - Por Baixo das Pedras, Por Trás dos Textos", inédito no Brasil), ele diz que a escassez de fontes diretas sobre Jesus não significa que seja impossível recompor a vida do homem de carne e osso que morreu em Jerusalém. "A interpretação correta dos textos históricos e a arqueologia estão trazendo surpreendentes revelações sobre o Jesus histórico."

Uma dessas revelações pode estar contida numa pequena caixa de pedra cor de areia encontrada em Jerusalém com uma inscrição feita em língua e caligrafia de 2 mil anos atrás. Ao lê-la em aramaico, da direita para esquerda, como a maioria das línguas semitas, está escrito inicialmente "Yaákov, bar Yosef", ou seja: Tiago, filho de José. E continua, mais desgastada, "akhui di..." irmão de "Yeshua", Jesus. Isso mesmo. Segundo André Lemaire, especialista em inscrições do período bíblico da Universidade de Sorbonne, em Paris, há uma alta probabilidade de que a caixa tenha sido usada como ossário de Tiago (São Tiago, para os católicos), o mesmo do Novo Testamento, já que a possibilidade que a associação entre esses três nomes seja uma referência a outras pessoas é estatisticamente baixa.

Apesar de não ter sido encontrada num sítio arqueológico (como foi comprada por um colecionador num antiquário, as chances de fraude seriam maiores), ela poderá se tornar a primeira evidência material associada a Jesus. "Caso fique provado que a inscrição é verdadeira, a descoberta levantará uma série de novas questões", diz Crossan. "Vamos ter que nos perguntar, por exemplo, se termos como irmão e pai significam exatamente o mesmo que hoje: pai e irmão de sangue.

Apesar de o Evangelho de São Mateus, no capítulo 13, versículos 55-56, citar: "Porventura não é este o filho do carpinteiro? Não se chamava sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas: e suas irmãs não vivem elas todas entre nós?", a Igreja sempre pregou aos fiéis que irmão e irmã, nesse caso, significavam apenas primos ou um forte vínculo de amizade e companheirismo entre os que faziam parte de um grupo.

"Como esse é um campo cheio de fé e paixões, a busca do Jesus histórico sempre foi um desafio", diz André Chevitarese, professor de História Antiga da Universidade Federal do Rio de Janeiro e um dos maiores especialistas sobre o tema no país. "Enquanto um religioso conservador ressalta a dimensão espiritual de Jesus, um teólogo da libertação vai buscar nele sua atuação como revolucionário político."

Mesmo que a diversidade de visões de Jesus seja proporcional ao número de igrejas, correntes e seitas que existem em seu nome, historiadores e arqueólogos estão conseguindo reconstituir como era o mundo em que ele vivia: um retrato fascinante da política, da religião, da economia, da arquitetura e dos hábitos cotidianos que devem ter moldado a vida de um homem bem diferente daquele retratado pelas imagens renascentistas que povoam a imaginação da maioria dos cristãos. A começar pela aparência. Baseados no estudo de crânios de judeus que viviam na região na época, os pesquisadores dizem que a fisionomia de Jesus deveria ser mais próxima da de um árabe moderno, "Em tempos turbulentos como o de hoje, ele provavelmente teria dificuldades de passar pela alfândega de um aeroporto europeu ou americano", diz Chevitarese.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Temperatura Chegou aos 400 graus na Jordânia

Fenômeno e Mistério da Natureza.
O fenomêno ocorreu nesta terça feira(06/10) em uma área de quase mil metros quadrados na provincia de Balqa, 15km a oeste de Amã.
Ovelhas que pastavam na área foram totalmente queimadas e desapareceram.
Foi descartada qualquer atividade sísmica ou vulcânica na área.
É!, mais um misterio da mãe natureza.

domingo, 4 de outubro de 2009

"Gracias a La Vida" Adios Mercedes Sosa

Morreu em Buenos Aires aos 74 anos , a cantora argentina MERCEDES SOSA.
Artista que marcou época no cenario artistico mundial.
Canções como: "Gracias a la vida", "Volver los 17" .
No Brasil artistas como Chico Buarque, Milton Nascimento, Fagner e Beth Carvalho tiveram oportunidade de gravar algumas músicas que marcaram, tais como: com Beth Carvalho(cada uma cantando no seu idioma) "So Le Piedo a Dios", com Fagner "Años", Milton Nascimento"Volver los 17", e outras...
Milhares de argentinos merecidamente prestam a última homenagem em corpo presente no Congresso Nacional Argentino. Governo decreta luto oficial.
Mercedes Sosa será cremada, e as cinzas serão jogadas em sua cidade natal (Tucumán), Mendoza e Buenos Aires.
Como dizia em música: "Se se Cala El Cantor". Adios MERCEDES SOSA